Profeta brasileiro que mora em Pirinópolis(GO), alerta que “fim do mundo” será hoje (9/1)

Profeta brasileiro que mora em Pirinópolis(GO), alerta que “fim do mundo” será hoje (9/1)

Masuteru Hirota, ou “mestre Hirota” para seus seguidores,  prega o fim do mundo em sua base, na cidade de Pirenópolis (GO). Este será um dos poucos lugares onde as pessoas estarão a salvo.

Para ele, o mundo não acabou no dia 21 de dezembro por uma “imprecisão” das interpretações feitas do calendário maia. Contuso, ressalta que  uma grande catástrofe deverá acontecer até o dia 9 de janeiro.

Hirota afirma que sempre soube dessa diferença nos calendários, e assevera “Ainda é preciso tomar cuidado com o dia 9 de janeiro, que é o dia que bate com o 21 de dezembro, anunciado pelos maias”.

O ex-agricultor, nascido no Japão e radicado no Brasil há décadas, Masuteru Hirota, tem 70 anos e lidera o Lar Lokkon Shôjo (termo japonês para Seis Raízes Puras). Ele vive cercado de aproximadamente 20 seguidores que estão em Goiás, após saírem com ela da sua antiga “casa de tratamento”, que fundada há 35 anos em Atibaia, interior de São Paulo.

Ele afirma fornecer cura para as pessoas e se considera um “vidente”. Ao portal G1 ele contou que anjos estelares e ETs lhe mostraram um “tsunami que irá inundar todas as cidades litorâneas do mundo”.

“É o fim do mundo, né?! Tem maremoto que vai deixar dois terços da Terra debaixo d’água. Muita gente vai morrer. Poucos vão se salvar. Só aqueles que estiverem em região alta, onde a água não chega”, enfatiza.

“Há mais de 1 milhão de anos, Atlantis afundou. Há 500 mil anos o mundo acabou de novo. O fim do mundo na verdade é uma vassoura para limpar o mal do planeta”, explica o guru, que segue os ensinamentos budistas.  Ele se compara aos profetas maias e Nostradamus e atesta: “Como eu, não existe ninguém no mundo”.

As “revelações” de Hirota dão conta que só a região central do Brasil, o centro da África, além de partes do Japão e da Austrália resistirão à inundação mundial. Ele e seus seguidores tem um estoque de alimentos que pode durar até dois anos. “Quem não se preparar terá de se alimentar de outros humanos e, assim, deixará se ser humano. Vai se tornar demônio”, sentencia.

Uma de suas seguidoras, Nadir Lima vive com dois filhos na mesma casa que Hirota. O marido, que vive em Atibaia (SP), é quem paga as despesas. Ela disse não ter se decepcionado com a primeira expectativa frustrada. Ela acha possível que uma grande catástrofe também não ocorra em 9 de janeiro.

Para ela, o dia do fim poderia ser mais uma vez adiado para “dar chance” às pessoas  que não ainda mudaram sua maneira de agir. “Hoje, parece normal matar ou fazer maldade. Não gostaria que meus filhos crescessem assim. Eu prefiro que haja mesmo uma limpeza”, revelou ao portal Terra.

Fonte: Gospel Prime

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *